sexta-feira, 31 de julho de 2009

O que é o KED e como utilizá-lo?


Militares na foto: 3º SGT BM FERNANDO; 3º SGT BM FONTE; CB BM LESSA; SD BM BRUNO RIBEIRO. TODOS DO 2º GBM - MÉIER - CBMERJ.

KED ( Dispositivo de Kendrick Extrication )
Dispositivo imobilizador de toda a coluna. O KED é um colete que é aplicado ao
dorso do paciente e possui duas abas laterais para a estabilização da cabeça e do tronco.
O tronco do paciente e é fixado ao dispositivo através de cintos coloridos, a cabeça e o
pescoço são fixados através de uma tira mentoniana e uma tira frontal.

INFORMAÇÕES SOBRE SEGURANÇA DO APARELHO

a) Imobilização incorreta do uso do KED, pode causar ferimentos no resgatado.
b) Usar peças, substituição de cintos e demais, sem garantia da fábrica, poderá causar também, danos ao resgatado.
c) Os profissionais de resgate, bem como os médicos, terão de se proteger contra doenças transmissíveis pelo sangue, como: HIV, hepatites, etc.
d) O aparelho deverá ser usado com luvas e demais equipamentos necessários recomendado por médicos e profissionais da área.

ESPECIFICAÇÕES DO APARELHO (ADULTO)

Peso: 2,800 a 3,200 kg
Limite de peso do paciente: 120 kg
Comprimento: 82 cm
Largura: 82 cm
Largura enrolado: 24 cm
Espessura enrolado: 12 cm

TREINAMENTO AO USUÁRIO

a) É necessário treinamento na área de resgate Civil ou Militar para o uso correto do KED.
b) Necessária também, habilidade e força física para ajudar e socorrer o paciente (mínimo 02 ou 03 pessoas).
c) Sempre reciclar os conhecimentos e treinamento do KED.

ANTES DO USO DO KED

a) Usar somente por profissionais bem treinados e quando estiver em bom estado, limpo, desinfetado.
b) Usar outros componentes para quando for necessário transferir o paciente com segurança.

COMPONENTES FIXOS OU QUE PODEM ACOMPANHAR O KED

a) Cintos para erguer o paciente;
b) Faixas para reajustes;
c) Tiras para fixar o peito;
d) Faixas para o peito;
e) Fecho para as cintas fixarem na perna;
f) Cintos para ajuste no peito e nas pernas;
g) Fechos do cinto para ajuste no peito;
h) Estojo com bolsas;
i) 01 par de cintos para testa e queixo;

NO USO DO KED (RESGATE)

Antes de imobilizar, é necessário verificar o tipo de paciente, bem como estado do mesmo.

a) SE FOR CRIANÇA (USO PEDIÁTRICO)
Usar o aparelho no tamanho certo (KED Pediátrico), ou se não o possuir, colocar cobertores ou toalhas no peito da criança, antes de apertar os cintos.

b) PACIENTES GRÁVIDAS
Deixe o abdômen da paciente exposto, devendo para isto dobrar 02 tiras (seções) na parte ao peito para dentro, evitando assim, aperto na gestante, na área do abdômen; posicione cuidadosamente o colete e aperte os cintos, colocando proteção para as gestantes (cobertores ou espuma).

c) PACIENTE CUJO PESCOÇO NÃO ESTEJA RETO
Dobre as tiras do colete, na altura da cabeça para dentro. Segure a cabeça do paciente ao KED, com os cintos para a testa e o queixo ou outros cintos que possuam de reservas, bem como acolchoamento (travesseiro).

d) PARA SOCORRER PACIENTE COM QUADRIL FRATURADO
Vire o KED de cabeça para baixo (tiras para a cabeça em direção dos pés do socorrido). Centralize o KED em volta da cintura segure as tiras para o peito com os cintos para o mesmo. Use os outros cintos para testa e queixo, fixando-os.

INSTRUÇÕES APÓS O USO DO KED

a) Limpe e seque o KED antes de colocar em seu estojo (vide item 09).
b) Deixe o
KED numa superfície plana com a parte dorsal para cima, dobrando os cintos do peito como sanfona e os prendedores com o fechos de ganchos e laço.
c) Nos cintos do peito, puxe 01 para os da frente e os prenda com uma tira, também enrolados no lado dorsal.
d) Dobre o
KED, começando pela tira do peito que tem os cintos do peito. O rolo ajustável para a cabeça e as tiras do queixo, devem ser após, limpas, enroladas separadamente. O ideal seria a substituição destas tiras por novas.

INSTRUÇÕES APÓS O USO DO KED

a) Limpe e seque o KED antes de colocar em seu estojo.
b) Deixe o KED numa superfície plana com a parte dorsal para cima, dobrando os cintos do peito como sanfona e os prendedores com o fechos de ganchos e laço.
c) Nos cintos do peito, puxe 01 para os da frente e os prenda com uma tira, também enrolados no lado dorsal.
d) Dobre o
KED, começando pela tira do peito que tem os cintos do peito. O rolo ajustável para a cabeça e as tiras do queixo, devem ser após, limpas, enroladas separadamente. O ideal seria a substituição destas tiras por novas.

LIMPEZA DO KED

Apesar de ser confeccionado em tecido plastificado e com hastes de madeira naval envernizado, é necessário um cuidado ao limpá-lo.
Pegar esponjas (usando luvas) com água morna, detergente e desinfetante hospitalar, passe no KED, limpando-o cuidadosamente e ao mesmo tempo desinfetando.
Deixe secar ao ar livre, mas não ao sol, antes de colocar no estojo. Não guarde úmido. A manutenção errônea, poderá prejudicar o colete, ocasionando problemas ao usuário.

DETALHES DE CONFECÇÃO:

Confeccionados em tecido sintético verde e com hastes em madeira maciça, com uma camada de verniz. Possuem 05 cintos de segurança nas cores de padronização universal (amarelo, vermelho e verde). Suas fivelas são em 100% poliamida, nas cores brancas e pretas.
Na parte superior, possui alça dupla em "V", mais uma alça extra para puxar o acidentado.
Na parte inferior, alça dupla ou tripla em paralelo ou triangular, com a finalidade de puxar o acidentado mais facilmente.
Acompanha ainda 01 jogo de tirante (02 peças) em tecido aderente ou neoprene (dependendo do modelo) para fixação na testa e queixo e, também 01 ou 02 almofadas (tipo travesseiros), para a fixação da cabeça, coluna ou barriga.
Acondicionada em sacola do próprio tecido para guardar ou transportar mais facilmente.


PASSO A PASSO:

1)
Pegar o KED (Colete Imobilizador Cervical) e após soltar as tirantes, cintos, etc., colocar nas costas do paciente, na posição do desenho. Enquanto o segundo resgatista, manterá o acidentado em uma posição que permitirá e facilitará a colocação da parte de trás, entre as costas do paciente e o banco do veículo, ou outra parte em que estiver sentado. Portanto mantendo-o em posição correta.

2) Após a colocação na parte de trás da cervical acidentado, vai-se fechando a parte da cintura com o KED (Colete Imobilizador Cervical) para que o acidentado fique preso no aparelho, protegendo melhor a sua coluna cervical. Obs.:Sempre é necessário dois socorristas, pois o primeiro segura o paciente em uma posição e o segundo vai colocando o aparelho.

3) Em seguida, com o primeiro socorrista segurando o acidentado, o segundo vai passando os cintos, apertando e ajustando sem machucar o acidentado. Veja, o segundo socorrista mantém a vítima na mesma posição evitando que a mesma venha a se movimentar. Obs.: Vide procedimento para grávidas e crianças.

4) Após os cintos estarem presos na cintura, o segundo socorrista e o outro passam os cintos pelas pernas do acidentado, prendendo os cintos, no local correto. Estes cintos além de terem cores diferentes (preto, vermelho, verde e amarelo) possuem fechos em preto e branco, para melhor orientação.
_
5)
Após os cintos serem passados pelas pernas, são também ajustados pelo aparelho ao corpo do acidentado firmemente, mas sem machucá-lo. Lembre-se: um socorrista segura o paciente, o outro faz todo o trabalho de colocação do aparelho.

6) P
oderá ser dobrada ou não entre a parte das costas, pescoço e cabeça do acidentado, desprendendo a dobra, dependendo do tamanho da cabeça e peso da vítima. Coloca-se os tirantes (cintos) de testa e queixo presos ao acidentado e ao aparelho. Estes sempre possuem velcro, facilitando a sua colocação. Só assim os socorristas manterão a vítima imobilizada.

7)
Visualizado o acidentado pela parte lateral, verifica-se como ficará a vítima após a imobilização. A partir deste momento poderá ser retirado do veículo ou do local do acidente, sendo carregado por dois ou mais socorristas, dependendo do peso do acidentado. É usual também amarrar as mão e pés do acidentado por meio de fitas para evitar que este venha a forçar a retirada do aparelho.


FONTE: manual GSE-CBMERJ; SITE: www.marimar.com.br

7 comentários:

  1. pode por o ked em vitima enconciente???????

    ResponderExcluir
  2. Em vítimas inconcientes não deve ser utilizado.

    ResponderExcluir
  3. em vítima em posição deitada tipono banco traseiro do veículo...pode-se usar o ked memso assim? Em casos onde é difícil acesso com o uso da maca rígida.(preso na ferragens).

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de ver em video seria possível, enriqueceria mais seu trabalho, estou aguardando...

    ResponderExcluir
  5. gostaria de saber porque o uso do ked de ponta a cabeça na situasao de suspeita de fratura de quadril.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Por que o KED utilizado na situação de fraturas de quadril comprime a cintura pélvica e proporciona a diminuição da hemorragia interna provocada pela fratura, além de evitar novos traumas, pois estabiliza e imobiliza a pelve da vitima de forma eficiente.

      Excluir
  6. oque siguinifica a sigla ked?

    ResponderExcluir